NOTÍCIAS >>

A Importância do Controle Estatístico do Processo (CEP) na indústria 4.0

A evolução da gestão da qualidade na era da informação em tempo real

Statistical-Process-Control

Desde a primeira revolução industrial, o setor de manufaturados tem constantemente adicionado tecnologias voltadas ao aperfeiçoamento do processo produtivo. Com a rápida ascensão de novas arquiteturas em processamento de dados, incorporando meios de automação de forma integrada a sistemas de controle, evoluíram as expectativas de qualidade e eficiência na execução dos projetos. Tudo isso resultou, eventualmente, na convergência para a chamada indústria 4.0 que, de certa forma, pode ser considerada o produto direto das evoluções tecnológicas dos processos industriais, principalmente nos aperfeiçoamentos de sistemas digitais e de comunicação.

Quando a Toyota Motor Corporation implementou com sucesso a manufatura enxuta, demonstrando notável aumento na produtividade e diminuição nos resíduos em suas subsidiárias, indústrias em todo o mundo buscaram replicar este método. Porém os métodos de Lean Manufacturing (Manufatura Enxuta) apresentaram inúmeros desafios e obstáculos no caminho efetivo para alcançar a produção lean ideal, sobretudo por se caracterizar como a junção de uma cultura corporativa com um método industrial.

Sendo assim, a plena aplicação da Indústria 4.0, emergente no cenário mundial, é uma operação de extrema relevância pois a mesma disponibiliza soluções e ferramentas fundamentais para implantar a Lean Manufacturing de forma ampla, total, irrestrita e natural a todos os meios de produção.

Encontrar um caminho para sanar esses problemas e auxiliar as indústrias dependentes de métodos tradicionais de produção na transição para a fábrica inteligente pode estar relacionado, inicialmente, não a grandes saltos e investimentos tecnológicos mas à compreensão de ferramentas fundamentais tanto para o Lean Manufacturing quanto para a Indústria 4.0, como, por exemplo, o Controle Estatístico do Processo (CEP).

Os métodos estatísticos fornecem meios para quantificar o resultado esperado dos processos de produção, sendo essencial a confiabilidade dos equipamentos de coleta, transmissão e gestão, principalmente no chão de fábrica. Neste cenário de monitoramento, as informações utilizadas no CEP em uma fábrica inteligente, serão otimizadas e permitirão controlar a variação dentro de um processo, possibilitando ajustes e correções antes que a variação desencadeie defeitos.

 A Lean Manufacturing torna-se inerente no contexto de manufatura avançada ao viabilizar não apenas produtos que podem ser alterados “just in time” mas também quando opera com várias versões de característica e qualidade para uma mesma especificação de projeto, devido ao controle, de fato, parametrizado por todos os elementos de variação quantificável nos processos industriais.

O sistema CEP-DA, desenvolvido pela Directa Automação, é totalmente alinhado aos conceitos de Lean Manufacturing e indústria 4.0, automatizando o controle estatístico do processo, conectando-se aos instrumentos de medição e oferecendo, em tempo real, a verificação das cartas de controle, o registro das medições, o cálculo dos índices estatísticos e uma completa análise de tendência.

A implantação do CEP-DA garante inúmeros benefícios, dentre os quais destacam-se a redução nas variações do processo e nas perdas de produção (refugo e/ou retrabalho), aumento nos níveis de garantia e qualidade, além de facilidade ao acesso e confiabilidade das informações. Um sistema completo e eficaz, que atende aos requisitos das principais normas de qualidade.

Saiba mais sobre esta e outras soluções da Directa Automação.

Texto revisado em 03/06/2020

Fone: (48) 3298-8800

Rua Lauro Linhares, n°2123,
Torre B, 3° andar,

Trindade, Florianópolis - SC

© COPYRIGHT 2018, Directa Automação.
Desenvolvido por: Claren Design